12 de jan de 2009

Tudo pelo PMDB

Os petistas desembarcaram em 2009 dispostos a oferecer a vaga de candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff a um peemedebista. No topo da lista está o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. O PT considera que, nesse caso, resolve dois problemas: mantém a aliança com um nome de peso e votos dentro do diretório nacional do PMDB e, ao mesmo tempo, libera o campo da Bahia para uma campanha mais tranquila de Jaques Wagner rumo à reeleição. Esse é um dos motivos que tem levado o partido a investir tanto na candidatura de Michel Temer à Presidência da Câmara.

As outras opções são os ministros da Defesa, Nelson Jobim, que enfraqueceria a linha oposicionista do PMDB gaúcho; e o de Minas e Energia, Edison Lobão, a quem a ministra Dilma não se cansa de elogiar como alguém que não dá trabalho. Leia-se, não contraria as ordens dela e é discretíssimo como deve ser um vice-presidente. O nome da senadora Roseana Sarney também é sempre lembrado, mas há quem receie ter duas mulheres na chapa. Se o PMDB quiser outro nome, tudo bem. No governo, a maioria está convencida de que o seguro para 2010 é ter o PMDB ao lado. Por isso, vai lutar como puder para evitar que o partido de Michel Temer se alie ao PSDB ou mesmo tenha candidato próprio. A corte começa agora.

Fonte: Diario de Pernambuco

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...